Empresas da região devem ampliar o modelo home office após a pandemia, aponta entidade de Recursos Humanos

Gostou? compartilhe!

Empresas da região devem ampliar o modelo home office após a pandemia, aponta entidade de Recursos Humanos

Empresas da região devem ampliar o modelo home office após a pandemia, aponta entidade de Recursos Humanos

 O que era uma alternativa para as empresas continuarem trabalhando durante a quarentena da Covid-19, revela-se como a grande tendência de modelo de trabalho nas organizações. O home office, tradução de escritório em casa, trouxe resultados positivos em produtividade e economia para as empresas durante a pandemia. Segundo estimativa da Associação Brasileira de Recursos Humanos da regional Campinas, mais de 50% das empresas da região deverão manter ou ampliar a jornada de trabalho remoto em alguns setores depois do período de isolamento social. 

Segundo Fabiola Lencastre, diretora da ABRH-RMC, diante da crise as empresas tiveram que correr para se adequar ao novo estilo de trabalho, investindo em plataformas digitais e criando gestão de projetos à distância. “Observamos que para muitos setores, houve ganho de produtividade, otimização de custos, flexibilização da jornada e maior qualidade de vida para o colaborador”, explica Fabiola, reforçando que será preciso firmar acordos e criar políticas para viabilizar o trabalho home office, diante da falta de legislação específica.

Para a diretora da ABRH, as estruturas implantadas pelas empresas foram eficientes e geraram resultados, tornando o home office uma realidade. “Acreditamos que os espaços físicos dos escritórios serão usados oficialmente para algumas reuniões, receber clientes e happy hours, sendo as casas e apartamentos os escritórios do dia a dia de trabalho”, completa Fabiola.



Gostou? compartilhe!

Whatsapp SANCOMETAL CONSTRUÇÕES METÁLICAS LTDA.